+ Notícias

  • Crédito: Getty Images Sport

    Kyle Lowry é mais uma estrela fora da seleção que disputará a Copa do Mundo da China.

Quem quer jogar pelos EUA?

Com sucessivos pedidos de dispensa, Pop quebra a cabeça para montar time da Copa do Mundo
Por: Redação - 13/08/2019 09:46:43

Um dos grandes objetivos de um atleta de alto rendimento, seja de qual modalidade for, é ter a chance de representar seu país nas principais competições internacionais. O basquete norte-americano, entretanto, parece fugir à regra. Até agora, 12 jogadores pediram dispensa da Seleção dos EUA, que se prepara para a disputa da Copa do Mundo da China. Os últimos a pularem para fora do barco são Kyle Lowry e Marvin Bagley.

O caso de Lowry, armador do atual campeão da NBA, o Toronto Raptors, é clínico. O jogador precisou de submeter a uma cirurgia no mês de julho para operar polegar direito. Ainda no processo de recuperação, ele integrou o elenco para o período de treinos do time dos EUA, mas não foi liberado para voltar a jogar. 

O armador, que integrou a seleção norte-americana que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, explicou o motivo do pedido de dispensa em sua conta pessoal no Instagram. "Eu estava torcendo para ser liberado e estar pronto para o torneio, mas não fui liberado para as atividades de basquete. Eu estava esperando estar disponível a tempo para ajudar meu país em sua busca do ouro, adoro jogar pela seleção, mas tenho que ficar de fora e apoiar a equipe em casa”, postou Lowry.

Quem também se desligou recentemente da preparação da seleção dos EUA foi Marvin Bagley. O jogador do Sacramento Kings optou pela dispensa para priorizar sua preparação para a próxima temporada regular da NBA. Segunda escolha geral do Draft de 2018, Bagley teve uma média de 14,9 pontos e 7,6 rebotes em 62 jogos em sua temporada de estreia com o Kings.

Antes de Bagley e Lowry, diversos outros atletas pediram dispensa da seleção: James Harden, Zion Williamson, Kevin Love, Damian Lillard, DeMar DeRozan, Anthony Davis, Bradley Beal e Tobias Harris, além de Landry Shamet e Julius Randle. Vale lembrar que apenas cinco semanas separaram o término da Copa do Mundo (15 de setembro) com o início da temporada regular da NBA.

 

 

Sob o comando do técnico Gregg Popovich, que assumiu o posto técnico da seleção norte-americana nesse ano, nessa terça-feira (13), a equipe dos EUA inicia mais uma etapa de treinamentos em Los Angeles, na Califórnia. Dos 15 atletas que compõem as atividades, 12 seguirão com a delegação para a China: Harrison Barnes, Jaylen Brown, De'Aaron Fox, Joe Harris, Kyle Kuzma, Brook Lopez, Khris Middleton, Donovan Mitchell, Mason Plumlee, Marcus Smart, Jayson Tatum, PJ Tucker, Myles Turner, Kemba Walker e Derrick White.

Os EUA estão no grupo E da Copa do Mundo da China, ao lado de Turquia, Japão e Republica Tcheca - adversários da estreia na competição, no dia 1º de setembro, em Shanghai. 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade